Pela China Dentro



Edição/reimpressão: 2004
Páginas: 302
Editor: Dom Quixote

Recentemente interessei-me pela Literatura de Viagens. E deixem-me dizer que nem sempre é fácil achar livros sobre o assunto nas Bibliotecas Municipais, minhas principais fornecedoras nestes últimos tempos. De qualquer forma, ainda se conseguem encontrar algumas obras bastante interessantes lá para o meio. É o caso de "Pela China Dentro - Uma Viagem de 12 anos" de António Caeiro.
"António Caeiro viveu, entre 1991 e 2003, uma experiência única: a partir do lugar privilegiado de correspondente da Agência Lusa em Pequim, pôde observar as tremendas mutações por que passou e continua a passar o país mais populoso do mundo. (...) Sobre essa experiência, António Caeiro escreveu um livro onde mistura toda a sua oficina e talento de jornalista com os dons do diarista e do cronista. [...] Para os que se sentem apaixonados pelo que se passa na China, os que procuram entender o que é difícil explicar - designadamente uma forma de viver e uma cultura radicalmente diferentes das ocidentais -, o livro de António Caeiro é precioso, pois casa o olhar experiente do jornalista com a capacidade de se surpreender do curioso insaciável e tem, por fim, algo do aroma inconfundível dos bons livros de viagens. "

Este livro de António Caeiro, sendo um relato pessoal e vivido dos pressupostos de uma nova China, abalada por uma enchente de transformações nos últimos anos, capta de forma bastante fidedigna e observadora acontecimentos que talvez não estivessem tão despidos de entendimento para um olho menos treinado. Vale-lhe a experiência profissional, que não põe em causa em algum momento a sua opinião pessoal. Mais que um livro de descrição ou de vivência pessoal, é uma amálgama dos dois, de onde sobressaem estórias pessoais de pessoas que de outra forma não as veriam contadas; e que reproduzem a vida de tantas outras para sempre incógnitas.

0 leitores reagiram:

Que pensam Encruzilhad@s?