Opinião: A Cidade dos Anjos Caídos, Cassandra Clare

A Cidade dos Anjos Caídos
de Cassandra Clare
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 312
Editor: Editorial Planeta
Resumo:
A Guerra Mortal acabou e Clary Fray está de regresso a casa, em Nova Iorque, entusiasmada com o que o futuro lhe reserva. Está em treino para se tornar uma Caçadora de Sombras e saber usar o seu poder único e a mãe casar-se com o amor da sua vida.
Os Habitantes-do-Mundo-à-Parte e os Caçadores de Sombras estão, finalmente, em paz. E, acima de tudo, Clary já pode chamar «namorado» a Jace.
Mas tudo tem um preço.
Anda alguém a assassinar os Caçadores de Sombras que pertenciam ao círculo de Valentine, provocando tensões entre os Habitantes-do-Mundo-à-Parte e os Caçadores de Sombras, o que pode levar a uma segunda guerra sangrenta. O melhor amigo de Clary, Simon, não pode ajudá-la. Descubra o porquê. 

Rating: 3/5


Comentário: Dando continuidade às críticas feitas à saga dos Caçadores de Sombras, de Cassandra Clare, chega a vez da Cidade dos Anjos Caídos, quarto volume da mesma.
Confesso que fiquei bastante satisfeita como o final pré-estabelecido no final da Cidade de Vidro e, como tal, algo apreensiva com o que me aguardava depois. A história estava completa, os enlaces que se tinham prolongado ao longo de livros inicialmente concebidos para serem uma trilogia estavam completos e, sendo assim, não sabia muito bem o que esperar do desenvolvimento a partir de então.
A sinopse deste volume por si só não é muito atractiva, pois pareceu-me mais do mesmo e um repisar de acontecimentos há muito finalizados e sem ponta por onde se pegar. Desta forma, não me senti surpreendida com o que Cassandra Clare nos decidiu contar ao longo destas 300 páginas.
Clary, pensando ver resolvidos todos os seus problemas, vê-se novamente a braços com contratempos na sua relação com Jace, que por sua vez e volta e meia retorna aos comportamentos algo bipolares que já o vêm a caracterizar. Se ao longo dos livros anteriores me fui compadecendo e torcendo pelos dois, confesso que ao fim de tanta insistência, a temática revela-se algo cansativa. Por outro lado, o treino para dotá-la de competências que todos os Caçadores de Sombras aprendem desde a mais tenra infância acaba por ser posto um pouco em segundo plano, o que considero uma pena já que um dos pontos mais fortes desta saga é exactamente a construção e composição do universo onde as personagens se movem.
Simon, por sua vez, vê-se a cargos com duas relações amorosas complicadas e alguns deslizes de personalidade que não lhe são nada característicos. O choque da transformação vampírica era necessário mas veio tarde e fora de contexto, parecendo algo despropositado. Quanto às suas "namoradas", Maya e Isabelle são sem dúvidas pessoas com personalidades diferentes e uma força de carácter incrível. Gostei de ver a amizade delas crescer e o balanço entre o conhecido girls power e momentos de maior fragilidade. Se a primeira aprende o que é a dádiva do perdão, a segunda mostra-nos que para lá de uma barreira de coragem e audácia existe uma feminidade fragilizada pelos acontecimentos recentes e uma necessidade enorme de amor.
A meu ver, a autora voltou a focar-se em demasia nas relações amorosas, e prevejo uma novela mexicana no futuro se ela não encontrar um ponto de contenção. Tirando isso, até achei piada à dinâmica entre o Magnus e o Alec até certo ponto, já que é das poucas vezes que os vemos efectivamente a discutir a relação. E um bocadinho de ciúmes não faz mal, desde que não ultrapasse os limites aceitáveis.
Outra coisa interessante é a introdução de novas personagens, umas já conhecidas da sua outra trilogia, como a vampira Camille (e algumas referências a Will), outras já referidas anteriormente mas que só agora têm uma cara: caso do ex-namorado de Maya.
O desenlace final era algo esperado e a meu ver um pouco aborrecido pela previsibilidade mas ainda assim vou continuar a ler a saga. Adoro o universo criado por Cassandra Clare e as suas personagens, mesmo quando ela não as estima em condições.

  • Não se esqueçam de ler o nosso comentário aos primeiros três livros desta saga! Podem fazê-lo clicando neste link!

0 leitores reagiram:

Que pensam Encruzilhad@s?