O Rei, o Sábio e o Bobo de Shafique Keshavjee

O Rei, o Sábio e o Bobo
de Shafique Keshavjee

Edição/reimpressão: 2000
Páginas: 224
Editor: Temas e Debates

Resumo:
Num país distante, vivia um povo tranquilo. As ondas sujas e revoltas dos problemas do mundo só muito raramente vinham dar às belas praias quentes e acolhedoras daquele lugar. Isolados de tudo, e orgulhosos de o estarem, os habitantes dedicavam o seu tempo essencial ao trabalho, à família, ao ócio e aos amigos.
Porém, havia algum tempo que algo de indefinível se alterara. As flores não tinham o mesmo perfume e o mel perdera a doçura. As crianças ainda brincavam nas ruelas ensolaradas, mas as suas gargalhadas não tinham a mesma espontaneidade. A atmosfera tornara-se pesada, como que habituada pelo rugir surdo que anuncia uma forte trovoada.

Rating: 5/5

Comentário: 
Este livro chegou-me às mãos emprestado por uma amiga e foi devorado ao longo de dois dias com bastante interesse meu. A história gira em torno deste Rei e do descontentamento que se faz sentir no seu reino, o Rei chega à conclusão que é a falta de uma religião que faz com que o seu povo esteja triste e decide criar com a ajuda do seu sábio e do seu bobo as primeiras olimpíadas das religiões, um concurso onde várias religiões irão competir para se descobrir qual é a melhor.
Assim que a melhor das religiões for descoberta, esta passará a ser religião do reino e o povo voltará a ser feliz. Várias convites são enviados e as religiões enviam os seus representantes. As religiões seleccionadas para este livro foram a católica, a judaica, a islâmica, a budista, a induísta e até a ateia. Digo para este livro pois fica no ar a hipótese de existirem umas segundas olimpíadas que serão com outras religiões.
O livro acaba por ser bastante interessante pois durante a competição os representantes das várias religiões tem de mostrar o porquê da sua ser a melhor sem atacar ou denegrir as outras religiões. Existe uma plateia que pode fazer perguntas e os representantes tem de responder às dúvidas desta e devo dizer que algumas das perguntas são bastante pertinentes.
Para quem gosta de saber mais sobre as várias religiões e tem uma mente aberta, este livro acaba por ir de encontro às expectativas de quem quer saber mais. Ao longo dos debates são contadas as histórias dos fundadores, algumas lendas ou parábolas e relatados os princípios das religiões.
Tudo isto é posto em cheque pelo ateu que, com o seu passado conturbado, tens mais do que razões para não acreditar num poder maior e por uns ataques misteriosos que vão acontecendo durante as olimpíadas.
Um livro sem dúvida cativante para quem quer saber mais sobre as religiões que adornam o nosso mundo. Este é também um livro que saí com o selo de recomendação do encruzilhadas!

0 leitores reagiram:

Que pensam Encruzilhad@s?