Irmãs de Verão de Judy Blume

Irmãs de Verão
de Judy Blume
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 352
Editor: Edições Asa
Resumo:
Uma história inesquecível de duas mulheres e das amizades que definem uma vida
Vix Leonard tem doze anos quando conhece a estonteante e temerária Caitlin Somers. À medida que os dias de aventuras ousadas dão lugar a noites de descobertas tímidas, Vix e Caitlin aproximam-se ainda mais, graças às dificuldades do processo de crescimento, ao refúgio na sensação de pertencerem a alguém e ao pacto de Nunca Serem Vulgares… Até ao verão arrasador em que um rapaz da terra altera tudo.
Anos mais tarde, a vida separa-as, mas a marca da amizade que as uniu mantém-se. Quando Caitlin pede a Vix que regresse a Martha’s Vineyard para o seu casamento, Vix sabe que não se recusará a ir. Quer compreender o que aconteceu nesse verão em que tudo foi destruído… e porque é que a sua melhor amiga ainda tem o poder de lhe partir o coração. 

Rating: 4/5

Comentário: 
Em primeiro lugar gostaria de agradecer às Edições ASA a possibilidade de ler Judy Blume em português. Devo dizer que era uma autora sobre a qual estava bastante curiosa, mas que não sabia bem por qual pegar. Ao lançar este livro, a ASA tornou real a minha possibilidade de ler algo diferente, mas curiosamente, Judy Blume era exactamente o que eu esperava (e ao mesmo tempo algo totalmente inesperado).
Talvez por ler bastante literatura juvenil, quando pego num livro para adultos, sinto que estou a entrar em terreno completamente desconhecido. Apesar do receio original, decidi arriscar, até porque a capa do livro era e é lindíssima. E da pergunta inicial "Meu Deus, o que virá aí?", deparei-me com uma história que me deixou de boca aberta e olhos arregalados.
Apesar da autora recorrer à técnica dos vários pontos de vista, acaba por não abusar desta, criando uma história rica e diversa em perspectivas, não se tornando no entanto impositiva. Vix, Victoria de nascença, é sem dúvida a nossa personagem principal e o ponto de união entre todas as outras personagens. Aos doze anos, a vida de Vix muda radicalmente quando Caitlin a convida para passar o verão com a sua família. Convidada de Caitlin na Vineyard, uma ilha paradisíaca para onde as famílias ricas fogem no verão, Vix começa a tornar-se um elemento essencial na dinâmica da família, sem no entanto se aperceber disso, tomando para si um lugar na família Somers e ligando o seu destino e vida para sempre ao deles.
Contando-nos a sua história pouco a pouco, Vix vai-nos revelando o mundo de Caitlin, e é com ela que conhecemos a família Somers e os restante habitantes da ilha. É também ao longo das várias épocas balneares que passam que descobrimos como este mundo e amizade vão acabar por influenciar toda a vida de Vix e a sua maneira de se correlacionar com o mundo e com as pessoas que a rodeiam.
Esta é uma história sobre primeiras descobertas, primeiros amores e primeiras incertezas. É uma história que acontece ao longo de vários anos e deixa marcas profundas tanto em Vix como em Caitlin.
A escrita de Judy Blume é cativante e é a grande custo que uma pessoa pousa o livro para completar as tarefas que tem pendentes, pois o que apetece é lê-lo de uma assentada. Num passe de mágica, a autora transporta-nos no tempo para uma América onde as coisas nos fazem eco dos filmes e séries mais antigas.
A história cativa-nos e não custa muito imaginar a mesma como um filme antigo. É fácil imaginar as pessoas, as roupas, as casas, quase que conseguimos ouvir as músicas típicas dos anos 60 a encherem o ar. As "irmãs" são na realidade fãs dos ABBA, entre outras bandas, e o livro tem bastantes referências musicais, o que acaba por criar uma espécie de banda sonora dentro da nossa cabeça.
Por estar habituada a uma leitura juvenil, devo confessar que as cenas de cariz sexual me apanharam desprevenida. Achei fora do comum a maneira como Judy Blume contou esse amadurecer sexual, no entanto, o mesmo encontra-se repleto com os sentimentos associados às idades em que o mesmo acontece.
Nada foi deixado ao acaso nesta história, e para mim, Judy Blume revelou-se a contadora de histórias que eu imaginava que fosse pela quantidade de comentários positivos que li a seu respeito. Sei que a autora tem diversos livros juvenis que são bastante amados na América e sobre os quais estou agora ainda mais curiosa do que estava para ler.
Tudo somado dá uma leitura quatro estrelas e que sem dúvida recomendo para os amantes de romances e que será ideal para ler durante o verão. Assim sendo, e se puderem, peguem nestas "irmãs" e divirtam-se com elas este verão.

  • Podem ler as primeiras páginas aqui.
  • Podem consultar o site oficial da autora aqui.

2 leitores reagiram:

  1. Não conhecia esta escritora, mas pela boa crítica que fizeste acho que vale a pena pegar neste livro no verão.

    ResponderEliminar
  2. Olá

    Deixei-te um selo com TAG no meu blog.
    http://odesafiodaleitura.blogspot.pt/2012/07/tag-liebster-blog.html

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar