Na cama com ainda mais livros

Em Maio deste ano escrevi um artigo chamado Na cama com livros, sabendo que obviamente não seria a única pessoa que levava um livro para a cama para o continuar a ler e até porque existem pessoas que tem das camas mais malucas do mundo só para terem os seus livros ao pé de si.
Neste exacto instante os únicos que tenho ao pé de mim são os que estão na mesinha de cabeceira e que tenho de ler. Já não faço montes aos pés da cama como fazia com os meus livros favoritos como se fosse uma rapariga pequena a empilhar peluches. Há hábitos que acabam eventualmente por nos deixar, este foi um dos meus, o hábito que ainda não deixei é o de ler na cama, o que, por vezes, dá aso a uma situação fora do comum.
Apesar de não ser particularmente recorrente, já me aconteceu algumas vezes acordar com um livro em cima do rosto, visto que é raro conseguir ler de costas muito tempo. A luz da mesinha de cabeceira ficou acesa, eu mal deitada e o livro, que eu devia estar a ler, está a descansar em cima da minha cara. É uma imagem sem dúvida caricata.
Quando estudava até tarde na faculdade, ou de tarde, por vezes acabava por acordar por cima dos manuais, tamanho era o meu cansaço. Posso portanto dizer que já partilhei cama com alguns livros que, apesar de serem interessantes, não levaram a melhor ao meu sono.
Lembrei-me desta situação porque vi num update de status alguém escrever que tinha adormecido em cima de um livro e o tinha babado, ainda por cima, na melhor parte. A culpa é do sono claro e das férias que tardam em chegar!
O Encruzilhadas vai para fora cá dentro mas isso já é matéria para outro artigo!


Ki
(Catarina)
Sobre a autora:

Bibliófila assumida e escritora de domingo. Gosta de livros e tudo o que esteja relacionado com eles, tem a mania que tem opiniões sobre os mesmos e gosta de as expor no seu blog conjunto Encruzilhadas Literárias, tem também uma conta no GoodReads e é das melhores coisas que já lhe aconteceu.

0 leitores reagiram:

Que pensam Encruzilhad@s?