Novidade: Eu bué cómico, de James Patterson


“Nobel? Nah. Deixo isso para os outros, quero é pôr os miúdos a ler.” Esta frase, título da entrevista realizada pelo jornal i a James Patterson, explica na perfeição qual o objetivo de vida do autor americano, considerado o mais bem-sucedido da última década!

Conseguir com que os miúdos ganhem o gosto pela leitura é «mais difícil do que ganhar um nobel», acredita Patterson. Mas, a verdade é que os seus livros, destinados ao público infantojuvenil, têm seguido exatamente as mesmas pisadas do que os livros para adultos e jovens adultos: líderes no top de vendas.

Foi com a coleção Escola: Os Piores Anos da Minha Vida, também publicada em Portugal pela Booksmile, que James Patterson se iniciou no fantástico mundo da escrita para o público mais difícil de conquistar.

Agora, depois dos quatro volumes da série Escola, e do primeiro volume da coleção Eu Cómico (I Funny), chega a Portugal a segunda aventura de Jamie Grimm, o rapaz que, preso numa cadeira de rodas, continua em busca do seu sonho: fazer stand-up comedy e vencer o concurso de «O Miúdo Mais Cómico do Mundo». 

Eu Bué Cómico já está à venda em todo o país. «Anda, leva o livro contigo. Vais rebolar no chão de tanto rir!». A Booksmile disponibiliza os primeiros capítulos para leitura imediata, aqui.

 
 SINOPSE

Olá! Eu sou o Jamie Grimm e faço piadas bué cómicas — sentado na minha cadeira de rodas! Sei que adoraste ler as minhas aventuras quando tentei conquistar um lugar no concurso «O Miúdo Mais Cómico do Planeta». Agora a missão é vencer uns miúdos hilariantes para conseguir ir a Hollywood ganhar o prémio final.

E todos estarão lá para me apoiar: os meus melhores amigos, os meus tios maldispostos, a «Miúda Fixe» e até o bully do meu primo, que passa a vida a atormentar-me. Não vai ser fácil, eu sei… Mas tu conheces-me, e sabes como eu sou cómico. Na verdade, quando as coisas estão mesmo difíceis, eu consigo ser BUÉ CÓMICO!!!  Anda, leva o livro contigo. Vais rebolar no chão de tanto rir!

0 leitores reagiram:

Que pensam Encruzilhad@s?