Opinião: O Sexo ao Longo dos Tempos: Debaixo dos Lençóis da História Universal, de Karen Dolby

 O Sexo ao Longo dos Tempos: Debaixo dos Lençóis da História Universal 
de Karen Dolby

Edição/reimpressão: 2014
Páginas: 224
Editora: 20|20

Resumo:
Reis, rainhas, papas, imperadores, presidentes, santos e filósofos, todos farão a sua aparição neste relato fascinante e surpreendente da história do sexo.
Há quarenta mil anos, o homem pré-histórico lutava para sobreviver à Idade do Gelo e vivia em cavernas. Enquanto travava uma batalha pela sua vida, ainda conseguiu arranjar tempo para esculpir figuras voluptuosas para nenhum outro fim que não o seu próprio prazer.
Mas nem só os homens e as suas artimanhas sexuais fizeram história. Sabe-se que Messalina, mulher do Imperador romano Cláudio, chegou a gerir um bordel onde a própria trabalhava usando um nome falso.
O sexo foi sempre uma parte importante da vida do ser humano em todos os níveis da sociedade.
Contudo, a atitude em relação ao sexo mudou radicalmente depois de Santo Agostinho e do seu conceito de «pecado original». O seu novo conjunto de regras rígidas, considerando o sexo aceitável apenas dentro do casamento, abriu as portas à «culpa»? e a mil formas de nos divertirmos com ela.
Porque na verdade todos temos «aquilo» no pensamento a toda a hora.
Em O Sexo ao Longo dos Tempos, Karen Dolby leva-nos numa viagem divertida e maliciosa pelos episódios mais sombrios e perversos do sexo no decurso da História. Irá encontrar uma imensa variedade de figuras bem conhecidas, da Antiguidade ao século XX, em peripécias da vida real que farão corar mesmo os mais atrevidos.
Divertido e por vezes alucinante, este livro esclarecedor irá mudar a sua visão sobre a história do sexo ao longo dos tempos.

Rating: 4/5 

Opinião: Sempre gostei de História e "perdi" (ou ganhei) muitas tardes da minha infância/adolescência em volta de enciclopédias e livros, documentários e filmes  que abordagem algum aspecto histórico, desde as sociedades clássicas até à atualidade. Quando descobri a publicação deste livro pela Editora 20|20 fiquei curiosa. Não é já tabu a abordagem da sexualidade nas diferentes sociedades, mas de facto não conheço muitas compilações que abordem a evolução histórica da tomada de consciência do sexo como um dos pilares da sociedade.
Não é um livro de profunda investigação, ainda que tenham sido consultadas e consideradas várias fontes bibliográficas, servindo mais para informar e dar umas nuances do papel da sexualidade desde tempos primórdios até à atualidade, especialmente avaliando as avaliações e transformações ao longo do tempos. 
O livro centra-se essencialmente na Europa, pelo que poderia ter explorado mais aprofundadamente outras culturas para o mesmo período temporal. Acho também que se deu um grande enfoque em Inglaterra e França, o que gerou um certo desequilíbrio na análise geral enquanto História Universal. Ainda assim, foi um esforço bem conseguido quanto ao prestar esclarecimentos sobre factos que me eram desconhecidos, com um certo potencial de entretenimento e de aprendizagem. 
Devo dizer que por vezes não houve um grande balanço também entre momentos de explicação e descrições biográficas de personagens que por muito que elucidassem o que tinha sido explicado até então sobre determinados assuntos apareciam de enfiada.
Ainda assim, gostei bastante deste livro, acho que cumpre os requisitos a que se propõe, expondo momentos caricatos da história da Humanidade e descrevendo várias questões da vida prática das várias sociedades com pormenores interessantes, descrições contextualizadas e vários momentos descritivos. No que respeita a Londres, o facto de ter visitado recentemente a cidade facilitou a construção de uma visão mental dos locais de outra época utilizados para diferentes propósitos da actualidade. Desde as zonas mais "decadentes" conhecidas como locais de prostituição de rua, aos bordéis e pubs mais duvidosos de Convent Garden, assim como as indiscrições de políticos e homens e mulheres da aristocracia em vários parques da cidade. Outras questões interessantes como a hierarquia do mercado do sexo, a homossexualidade (com descrições de algumas relações conhecidas, apesar da ilegalidade desta orientação sexual), o papel das amantes dos reis na definição de estratégias geopolíticas assim como a história de mulheres mais banais (como a ama que se tornou secretamente rainha, ou a limpa-chaminés que viveu um casamento de 20 anos em segredo) tornaram o livro bastante rico em pormenores, descrições e explicações de caricaturas de uma realidade que passa despercebida nos livros convencionais da História Universal, mas que saem valorizados e destacados nesta recolha factual de Karen Dolby. No final, diria que este livro serve como abertura de apetite à curiosidade para quem se interessar pelo tema e quiser aprofundar conhecimentos.


Cláudia
Sobre a autora:
 
Maratonista de bibliotecas, a Cláudia lê nos transportes públicos enquanto observa o Mundo pelo canto do olho. Defensora da sustentabilidade e do voluntariado, é tão fácil encontrá-la envolvida num novo projeto como a tagarelar sobre tudo e mais alguma coisa. É uma sonhadora e gosta de boas histórias, procurando-as em cada experiência que vive.

0 leitores reagiram:

Que pensam Encruzilhad@s?