Desafio: Pokémon Go Book Tag


O Pokémon Go chegou e não planeia partir tão cedo, ou pelo menos é isso que a blogger de Read At Midnight pensa visto ter decidido criar a Pokémon Go Book Tag.

Apesar de não sermos muito de desafios decidi fazer esta tag porque a achei engraçada e porque, me confesso, jogo o jogo. (Já apanhei 50!)


 Os livros que mais li e reli quando era nova foram a colecção das Gémeas no Colégio de Santa Clara e o Colégio das 4 Torres de Enid Blyton. Aliás, a minha mãe tinha uma série de livros da Enid Blyton de quando era nova que me deu para ler. O cheiro a livros velhos e as letras "batidas à máquina" cativaram o meu interesse. Também me lembro de gostar dos livros Rosa, minha irmã Rosa e Lote 12, 2º Frente de Alice Veira.
Provavelmente os livros de Harry Potter. Sou bastante fã de livros infanto-juvenis e clássicos como Milly-Molly-Mandy e Xuxu Invejosa estarão sempre entre os meus favoritos.

Crónica de uma serva de Margaret Atwood. Tive pesadelos durante semanas,

Não tenho um OTP que valorise acima dos outros. Normalmente o meu OTP é o do livro que estou a ler no momento. Mas o Ron e a Hermione tem um lugar muito especial no meu coração.

Poison Study de Maria V. Snyder. Qualquer livro dela é fast-paced!

Até Curced Child ter saído diria a série de Harry Potter. Sem ser essa não sei que outra série escolher.

A Study in Charlotte de Brittany Cavallaro.

Robin Stevens, autora da série A Murder Most Unladylike.

A Court of Thorns and Roses e Throne of Glass de Sarah J. Maas. 

Aerie de Maria Dahvana Headley e o quarto volume da série Abarat!

A série Percy Jackson foi uma óptima surpesa porque achei que seria parecido com Harry Potter mas acabou por se revelar algo completamente diferente.

Todos os clássicos infantis em capa dura! Como por exemplo a colecção da Folio Society.


A saga Instrumentos Mortais, porque nunca mais acaba!


 Não me lembro de nenhum em expecifico mas YA tem tendência a repetir tropes, e é dos meus géneros favoritos.

Os livros de Patrick Rothfuss.

0 leitores reagiram:

Que pensam Encruzilhad@s?