O Livro dos Mil Dias por Shannon Hale

O Livro dos Mil Dias 
por Shannon Hale

Edição/reimpressão: 2008
Páginas: 260
Editor: Gradiva Publicações
Resumo:
Quando Lady Saren se recusa a aceitar casar com um homem que despreza, é encerrada numa torre durante sete anos com Dashti, a sua aia, e as duas preparam-se para uma longa e sombria pena.
Apesar de a comida começar a escassear e os dias passarem de um calor insuportável a um frio de gelo, Dashti faz todos os possíveis por as manter alimentadas e confortáveis. Então, com a chegada dos pretendentes de Saren à torre — um deles desejado, o outro muito pelo contrário —, as jovens vivem momentos de grande esperança e enorme perigo, e Dasthi terá de fazer escolhas importantes, descobrindo que a sua vida vale muito mais do que imaginava.
 
Rating: 4/5


Comentário: 
Aviso: São 260 páginas que se lêem com uma rapidez estonteante!
Quem frequenta o Encruzilhadas deve estar a começar a reparar nos nossos padrões de leitura. O meu e do Cláudia apesar de baterem por vezes são na sua essência por vezes bastante distintos. Eu tenho um amor muito grande a livros infantis e juvenis e o género de Shannon Hale que é um infantil-juvenil cai-me sempre que nem ginjas.
Comprei O Livro dos Mil Dias por me lembrar um pouco da Rapunzel e porque na altura estava a ler vários recontares de contos de fadas e acho sempre interessante ler autores diferentes dentro do mesmo género. Hale não me desiludiu. Num estilo novo e fascinante, tira-nos da tradiconal europa medieval e leva-nos para um país inexistente que se parece bastante com a Mongólia devido às roupas e costumes/crenças religiosas. (O livro vem acompanhado de "desenhos" da sua autora, Dashti que ajudam a visualizar melhor esta situação.)
Dashti é uma rapariga que sabe o seu valor e as suas capacidades porque foi educada para o saber, infelizmente nasceu pobre e foi abandonada cedo pelos irmãos que a deixaram com a sua mãe. Dashti que só quer sobreviver descobre cedo que a única maneira de o fazer é sendo criada de alguém, é cuidado de alguém que não seja ela mesma e por um golpe de sorte e inteligência consegue o cargo de criada pessoal de Lady Saren, infelizmente, mal sabe ela que Lady Saren está prestes a ser fechada numa torre por sete anos e que terá de ser fechada com ela.
Repleto de momentos de adversidade, esperança e amizade, este é um livro que nos ensina que somos mais do que aquilo que nascemos para ser. Somos aquilo que nos permitimos ser. Com Dashti fazemos uma viagem na qual ela descobre isso mesmo, que só porque aprendeu a dar a vida pelos outros e que os outros são mais importantes isso não o torna necessariamente verdade.
Contando de uma maneira simples, este livro é ideal para raparigas na casa dos 9-14 anos que gostem bastante de ler e de histórias que relembrem o "Era uma vez..."

3 leitores reagiram:

  1. Também estou muito curiosa com este livro da Shannon Hale, parece ser o meu género de livro. Mas primeiro quero ler outro dela 'Academia de Princesas'. :)

    ResponderEliminar
  2. Olá Mafi! Já lemos o 'Academia de Princesas', a review vai cair dentro de uns dias :)

    ResponderEliminar
  3. Ah boa fico à espera da opinião! Também quero ler aqueles do Austenland, parecem engraçados :)

    ResponderEliminar