#On my shelf tag

Olá, olá! 
Voltamos com mais um desafio e mais uma tag para que fiquem a conhecer melhor as nossas estantes. Desta feita aderimos ao desafio #onmyshelf que vimos no canal da Booktuber Ariel Bissett.

Aqui ficam as regras:
1. Escolher uma combinação aleatória de dois números, o primeiro para prateleira, o segundo para o livro. Este passo foi realizado com a vossa ajuda na nossa página de Facebook!
2. Apresentar o livro.
3. Falar um pouco dele (se é dos favoritos, se ainda não o leram, porque foi comprado, etc)

Tivemos mais de trinta pessoas a dar-nos coordenadas e fazer só um post seria muito grande por isso decidimos dividir em grupos de cinco livros e ir falando deles durante os próximos tempos. Aqui ficam os cinco primeiros!

Coordenada: 3 e 8
A Princesinha de Frances Hodgson Burnett editado em Portugal pela Oficina do Livro.

Este  meu exemplar tem uma história gira. Recebi-o por engano em audio book quando mandei vir um livro online. A livraria recebeu o audiobook de volta e mandou-me o livro que queria mas fiquei com uma pulga atrás da orelha. Encontrei-o mais tarde numa loja de caridade e não resisti a comprá-lo. Tenho duas edições, a da imagem e outra num livro de capa dura onde também tenho outro livro da autora, O Jardim Secreto.
Gostei bastante do livro e está na minha lista de clássicos favoritos. Apesar de todas as atribulações, a nossa princesinha não deixa cair a sua coroa e continua amável e dedicada.
Quando andei à procura da capa, descobri que faz parte do Plano Nacional de Leitura, o que me deixou muito satisfeita!

Coordenada: 5 e 45
The Crooked Sixpence [The Uncommoners #1], de Jessica Bell

Comprei este livro há pouco mais de um mês e infelizmente ainda não tive tempo para o ler. Comprei-o porque parece exactamente o tipo de livro infanto-juvenil que gosto (e para além disso tem uma capa bonita!).
Dois irmãos partem numa aventura depois da avó destes ter ido parar ao hospital descobrem que a casa dela foi virada do avesso por ladrões.
Imagino que magia e aventura se sucederão. A sequela desta saga já está no forno e chama-se The Smooking Hourglass. Esta saga não se encontra disponível (por enquanto) em português.

Coordenada: 3 e 39
O Medo do Homem Sábio [The Kingkiller Chronicle #2] de Patrick Rothfuss

Ainda não li nada de Patrick Rothfuss apesar de estar bastante curiosa. Comprei este livro numa loja de caridade exactamente porque estava a um preço bastante acessível e devido à minha curiosidade.

Editado em Portugal pela Edições Gailivro.






Coordenada: 7 e 14
O Dom [The Books of Pellinor #3], de Alison Croggon.

Os Livros de Pellinor é uma saga que está sempre a ser-me recomendada pelos sites onde compro livro e pelo Goodreads. É outra daquelas sagas que comprei e que aguarda pacientemente na estante a sua altura de ser lida.

Maerad is a slave in a desperate and unforgiving settlement, taken there as a child after her family is destroyed in war. She is unaware that she possesses a powerful gift, one that marks her as a member of the School of Pellinor. It is only when she is discovered by Cadvan, one of the great Bards of Lirigon, that her true heritage and extraordinary destiny unfold. Now she and her new teacher must survive a journey through a time and place where the forces they battle stem from the deepest recesses of otherworldly terror.

Esta saga está editada em Portugal pela Bertrand Editora.

Coordenada: 1 e 27
The Runaway Princess [The Runaway Princess #1], de Kate Coombs

Li este livro este ano e foi das minhas leituras favoritas. Quem nos segue sabe que gosto de contos de fadas e literatura infanto-juvenil este livro junta o melhor das duas. A nossa querida princesa Meg é posta numa torre pelos pais depois do Primeiro Ministro deles os convencer que só assim se conseguirá atrair príncipes que queiram casar com Meg e tragam uma fortuna para o reino.
Mas Meg tem 14 anos e a última coisa em que pensa é casar-se, o que ela quer mesmo é viver uma aventura. Por isso quando o pai propõe que o vencedor de 3 tarefas ganhe a sua mão em casamento, Meg faz algo do qual Merida teria orgulho: foge da sua torre e tenta completar as tarefas antes dos príncipes. Como seria de esperar isto não se revela uma tarefa fácil mas dá um livro extremamente divertido. Este livro não está disponível em português (ainda, pelo menos!).

0 leitores reagiram:

Que pensam Encruzilhad@s?