Percy Jackson e a Maldição do Titã, de Rick Riordan

Percy Jackson e a Maldição do Titã
de Rick Riordan
Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 336
Editor: Casa das Letras
Resumo:
Uma chamada urgente e aflita do amigo Grover é o sinal para Percy Jackson da iminência de mais uma batalha memorável. É também hora de convocar todos os seus poderosos aliados semideuses, de pegar na sua confiável espada de bronze e ter a ajuda de sua mãe. Os semideuses correm imediatamente em seu auxílio e descobrem que Grover fez um importante achado: dois poderosos meio-sangues, Bianca e Nico di Angelo, cujo parentesco é desconhecido. Mas não é só isso que os espera. O titã Cronos criou a sua mais traiçoeira estratégia, e os jovens heróis caíram como presas indefesas. Mas não são os únicos em perigo. Um antigo monstro que dizem ser tão poderoso que poderia destruir o Olimpo ressurgiu e Artemis, a única deusa que parece saber como combatê-lo, está desaparecida. Percy e os seus amigos juntam-se aos Caçadores de Artemis e têm apenas uma semana para encontrar a deusa desaparecida e desvendar o mistério sobre este terrível monstro. Pelo caminho eles enfrentarão o seu mais perigoso desafio: a petrificante profecia da maldição do titã.»

Rating: 3,5/5

Comentário:  
Este comentário tem informações sobre os livros anteriores!

E apesar de não ser na sua escola, Percy começa esta nova aventura novamente numa escola. Acho sempre uma tremenda piada a este facto, pois Percy está sempre a começar as suas aventuras nas férias de verão, lembro-me sempre da Cláudia e da sua frase "posso parar quando estiver morta!". Parece-me que o Rick Riordan partilha da mesma opinião, pois ainda está para vir o verão em que Percy fica na praia a apanhar banho de sol.
Voltando à história, desta feita Percy parte em busca de dois meio-sangues com a ajuda de Annabeth e Tália. Informados por Grover, que está a cumprir a sua missão de sátiro na procura de descendência dos deuses, da aparição misteriosa de Bianca e Nico di Angelo, dois irmãos e poderosos meio-sangue a equipa de Percy não perde tempo e segue para o terreno.
Ainda atordoado pela transformação de Tália de pinheiro para humana, Percy está a aprender a lidar com o facto de provavelmente já não ser o melhor amigo de Annabeth e com o desespero face à inocência da amiga que continua a acreditar na bondade de Luke.
No meio desta confusão toda, Percy junta-se às Caçadoras de Artemis numa busca pela deusa desaparecida e pelo seu novo lugar no trio "Tália-Annabeth-Luke", os três amigos que sobreviveram juntos durante um ano antes de chegarem ao Acampamento. Apesar de Luke se considerar fora da equação as duas amigas continuam unidas como sempre e Percy sente-se um pouco perdido.
No meio da aventura claro as coisas acabam sempre por se revelar mais complicadas do que são, além do mais as parecenças de personalidade de Percy e Tália provocam choques constantes pela liderança do grupo. E se tudo isto não bastasse à maldição do titã e a terrível profecia do oráculo que os parece perseguir a cada passo.
Creio que este livro se revelou o ponto de viragem de saga. Foi neste livro que Percy descobriu que as coisas nem sempre acabam bem e que nem sempre a vitória vem sem um preço. Ás vezes o preço é leve, outras pesado mas está lá. Creio que Percy cresceu como personagem e que as suas "missões" fora do acampamento o estão a ajudar a formar-se como homem e semi-deus.
Repleto de elementos de lendas gregas, como o é aliás toda a série, este livro revela-se um bom livro "do meio" cheio de mistérios, aventura e terror.

  •  A saga de Percy Jackson  é composta por cinco volumes;
  • Já comentamos o primeiro volume aqui e o segundo volume aqui;
  • De momento os quatro primeiros volumes já estão editados pela  Casa das Letras;


Ki
(Catarina)
Sobre a autora:

Bibliófila assumida e escritora de domingo. Gosta de livros e tudo o que esteja relacionado com eles, tem a mania que tem opiniões sobre livros e gosta de as expor no seu blog conjunto Encruzilhadas Literárias, tem também uma conta no GoodReads e é das melhores coisas que já lhe aconteceu.

0 leitores reagiram:

Que pensam Encruzilhad@s?