A culpa foi da 2ª Guerra Mundial

De certeza que já todos tivemos um livro para entregar à biblioteca que ficou fora do prazo. Normalmente todos acabamos por o devolver mais tarde ou mais cedo. Às vezes pagamos multa, outras vezes conseguimos ser ilibados. Normalmente há sempre uma história atrás do atraso, havia mais coisas para ler, uma festa, um exame, algo inesperado... 
No entanto, a desculpa mais original que ouvi ultimamente vai para um senhor na Estónia que culpa a Segunda Guerra Mundial pelo atraso na devolução de um livro.
Sim, sim, leram bem, na Estónia há um senhor que devolveu um livro à biblioteca com 69 anos de atraso que culpa os ataques aéreos da Segunda Guerra Mundial.
O livro requisitado em 7 de Março de 1944 em Tallin, Estónia, enquanto a mesma estava sob ocupação nazi, foi devolvido em Março deste ano. Segundo Ivika Turkson, a bibliotecária de serviço, um homem na casa dos oitenta anos entrou na biblioteca e pediu para devolver o livro. Não só pediu desculpa pelo atraso como se ofereceu para pagar a multa do mesmo.
Sabemos que a biblioteca perdoou a multa visto o livro estar em boas condições e ainda ter todos os carimbos da biblioteca, o que facilitou a sua identificação. Ninguém sabe ao certo o porquê do senhor ter demorado tanto tempo a devolver o livro. 
Quanto ao livro em si apenas sabemos que se trata de uma obra de ficção do escritor estónio Eduard Vilde.

(Notícia original aqui.)


Ki
(Catarina)
Sobre a autora:

Bibliófila assumida e escritora de domingo. Gosta de livros e tudo o que esteja relacionado com eles, tem a mania que tem opiniões sobre coisas e gosta de as expor no seu blog conjunto Encruzilhadas Literárias, tem também uma conta no GoodReads e é das melhores coisas que já lhe aconteceu.

6 leitores reagiram:

  1. Opá que história comovente!! <3

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que talvez o livro tenha sido muito importante para este senhor e talvez ele só o tenha devolvido por já estar velhinho :)

    ResponderEliminar
  3. A originalidade da desculpa, a meu ver, só demonstra o bom humor do octogenário. Acho que ainda deviam dar os parabéns ao senhor, quem se esqueceu de entregar um livro durante 69 anos, conseguir lembrar-se do caminho para a biblioteca, é de louvar :D

    ResponderEliminar
  4. Realmente Alípio, tem toda a razão! ;)

    ResponderEliminar
  5. Gostei muito de saber desta história :) ahahaha! E gostei da tua resposta Alípio :)

    Roberta Frontini

    ResponderEliminar