Ouvir Audio-livros?

Depois do nosso artigo sobre e-books, achei que seria de uma certa relevância falar de audiobooks. A linha de pensamento era lógica e até pensei que o artigo que pudesse vir dela fosse interessante, contundo havia um pequeno problema: nunca tinha ouvido um e foi isso que me pus a fazer esta semana.
Depois de fazer uma pequena pesquisa no google descobri que existem dois tipo de livros audio, os chamados palavra-a-palavra, nos quais o locutor apenas lê o livro e os chamados dramatizados, nos quais poderá haver todo um elenco e sons de fundo que dão uma certa magia à audição.
Devo confessar que os livros palavra-a-palavra não me cativaram e dei por mim a perder o interesse rapidamente ignorando a voz que falava enquanto fazia outras tarefas. Quando numa noite de insónia me pus a ouvir um audio livro dramatizado os meus olhos abriram-se em choque e foi como se acabasse de ter uma epifania. Comparado a uma autêntica radio novela, os livros audio dramatizados conseguem ser autênticas séries de tv sem imagem.
São portas que chiam, personagens que bebem café, sons de teclado e de bicicletas, nós conseguimos ouvir tudo e a nossa mente preenche os vazios rapidamente. Subitamente, tal como num livro escrito, visualizamos as personagens na nossa mente e seguimo-las. Como as versões dramatizadas tem vários locutores, temos de estar mais concentrados e torna-se tudo também um certo desafio, eu pelo menos sinto que sim pois tenho alguma dificuldade em diferenciar vozes por vezes.
O desafio criado por estas vozes e sons também ajuda a que nos concentremos mais no livro e permite que desfrutemos mais do mesmo. Creio que deve ser por lembrar menos uma palestra da escola do que os livros que são lidos palavra-a-palavra. 
Para quem começar a ouvir estes fantásticos livros, tenho a dizer que esta semana "li" o livro "Quando Sopra o Vento Norte" de Daniel Glattauer (crítica a sair em breve) e que foi dramatizado pela BBC 4. Estou, de momento, a meio de uma colectânea de histórias sobre mulheres detectives, também dramatizada pela BBC 4 que também dramatizou os livros Hobbit e O Senhor dos Anéis, conseguindo reviews extremamente positivas.
Os livros de Harry Potter, disponíveis na loja do Pottermore, tem também críticas positivas, a trilogia dos Mundos Paralelos, maior parte dos livros de Stephen King e Terry Parchett assim como os estúdios The Big Finish, tem grande parte dos votos para melhores dramatizações.
Digam-me caros leitores, já pensaram na possibilidade de ouvir um livro audio? Acham que gostariam ou nem por isso? Será que fazem falta no mercado livros audio em português?


Ki
(Catarina)
Sobre a autora:

Bibliófila assumida e escritora de domingo. Gosta de livros e tudo o que esteja relacionado com eles, tem a mania que tem opiniões sobre livros e gostas de as expor no seu blog conjunto Encruzilhadas Literárias, tem também uma conta no GoodReads e é das melhores coisas que já lhe aconteceu.

3 leitores reagiram:

  1. Já ouvi falar, já mos recomendaram, mas a vontade de os experimentar é nula. Mas mais dia menos dia vou ter que o fazer para poder ter uma palavra mais fundamentada a dar quando surgirem discussões deste tipo.

    Com o que disseste vou ter que experimentar um desses dramatizados, mas recuso me a pagar o que quer que seja por eles.

    ResponderEliminar
  2. Há várias maneiras de ouvir audio-books. Como diz uma grande amiga minha o "google" e o "youtube" são grandes amigos nossos ;)

    ResponderEliminar
  3. Já ouvi audiobooks e adoro...! Então quando se está nas tarefas domésticas, é o meu melhor amigo :)

    Sinceramente não faz falta audiolivros em português...se ainda nem aderimos aos ebooks, quanto mais aos audiobooks!

    ResponderEliminar