Eleanor Catton vence o prémio Man Booker

Foram precisas 832 páginas, mas Eleanor Catton conseguiu com a sua obra The Luminaries convencer o júri que merecia vencer o prémio Man Booker.
Catton conseguiu na realidade dois feitos com este prémio, não só é a mais nova premiada (28 anos) como é autora da novela mais longa alguma vez premiada.  
Para chegar a este prémio, Catton derrotou alguns finalistas veteranos como o britânico Jim Crace e o irlandês Colm Tóibin. Originalmente apenas aberto a escritores do Reino Unido, da Irlanda e de países da Commonwealth, para o ano o prémio Man Booker estará aberto a autores do resto do mundo, desde que as suas obras sejam originalmente publicadas em inglês.
The Luminaries é um romance de mistério situado na Nova Zelândia de meados do século XIX.

0 leitores reagiram:

Que pensam Encruzilhad@s?